BÍBLIA CATÓLICA ONLINE

quarta-feira, dezembro 23, 2009

PASTORES PROTESTANTES PASSAM PARA A IGREJA CATÓLICA


Um fenômeno muito interessante tem acontecido nos Estados Unidos; uma grande quantidade de pastores protestantes têm se convertido ao catolicismo depois de perceberem que a Igreja Católica é a Verdadeira Igreja de Jesus Cristo, fundada sobre Pedro e os Apóstolos.

Isto é fruto do estudo profundo da doutrina católica, especialmente dos Padres da Igreja. Em sua coluna semanal, publicada no jornal da paróquia “Ascension Catholic Church” (Melbourne-FL) no dia 13.08.06, o padre Tobin abordou o tema com o artigo: “Leigos católicos deixando a Igreja, ministros protestantes se juntando à Igreja. O que está acontecendo?”

Ex-pastores estão tendo muita influência nessa conversão de outros ao catolicismo. Há muitos livros, dvd´s e cd´s de testemunhos e palestras desses convertidos; o “Surprised by Truth” – “Surpreso pela Verdade”, com mais de 300.000 cópias vendidas, trás histórias das conversões de 11 ex-ministros protestantes, escritas por eles mesmos; além de programas em tvs e rádios católicas. Alguns dos convertidos à Igreja Católica são:

- Dr. Scott Hahn ex-pastor presbiteriano, hoje é professor na Franciscan University of Steubenville – Ohio. Tornou-se um dos maiores pregadores católicos dos EUA. Ele foi um ferrenho aliciador de jovens católicos para o protestantismo, tendo distribuído inúmeras cópias do livro Roman Catholicism, de Loraine Boettner , conhecido como a bíblia do anti-catolicismo, mais de 450 páginas contendo todo o tipo de distorções e mentiras sobre a Igreja Católica. O cd do seu testemunho de conversão atingiu o maior número de cópias distribuídas em todos os tempos,tem um programa às segundas-feiras, às 20h, na televisão EWTN (católica) com uma ótima audiência, no qual sempre entrevista um ex-protestante convertido. Muitos ligam durante o programa para perguntar algo e terminam dizendo que já estão se convertendo.

É importante dizer que eles cresceram e receberam formação no meio protestante, odiando mesmo a Igreja Católica, num ambiente onde ela é denominada “prostituta da Babilônia” e, de repente, sentem que foram enganados nos seus ensinamentos, principalmente quando falam da fundação da Igreja (Mt 16:18-19) e na transformação do pão e do vinho em Corpo e Sangue de Jesus (Mt 26:26-28).

O pe. Tobin considera isso um fenômeno interessante porque: “nos últimos 20 anos enquanto alguns membros católicos se vão, um número crescente de ex-ministros liderados pelo Espírito Santo, se convertem ao catolicismo. Também um grande número de leigos protestantes está se juntando a nós”. Isso é fantástico, porque: “Quase todos os ministros protestantes, agora católicos, cresceram numa atmosfera anti-católica; foram muito bem educados nas crenças de suas religiões; juntando-se à Igreja Católica, significava perderem os seus trabalhos, as suas regalias; muitos deixaram comunidades de fé vibrante para se juntarem a uma paróquia que poderia não ser muito viva espiritualmente; agora, perguntemo-nos: por que, então, esses ministros vieram para a nossa Igreja? Porque eles sentiram insipiência na sua doutrina. Nos seus testemunhos, percebemos que coisas pequenas é que começaram a suscitar dúvidas em seus corações. E nos seus questionamentos, como não obtinham resposta lá, procuravam-na no catolicismo e assim adentravam nas raízes do cristianismo, só encontradas na Igreja Católica, a Igreja fundada por Jesus Cristo”.

O padre Tobin diz ainda que “esse processo de conversão não era breve e fácil. Levava muito tempo, anos, de estudos profundos e comparações entre as doutrinas (a nossa igreja não ensina isso assim e aí, percebiam a verdade). Também significava uma mudança radical nas suas vidas.”

Essa conversão de muitos pastores ao catolicismo mostra o quanto a doutrina é importante para a fé; nós católicos temos a obrigação de conhecer a fundo a nossa doutrina. “Hoje esses ex-pastores falam da nossa fé com orgulho, com conhecimento profundo, buscando inspiração e citações nos nossos santos que desprezavam”, disse o padre Tobin.

A revista norte-americana “Sursum Corda! Special edition 1996”, há dez anos também trouxe uma notícia de que nos últimos dez anos cinqüenta pastores protestantes se converteram ao Catolicismo, sendo que outros mais estão a caminho da Igreja Católica. Cita vários casos, e mostra os motivos que levaram tais cristãos à conversão. As três razões mais freqüentemente apontadas são as seguintes:

1) subjetivismo que reina nas denominações protestantes em conseqüência do princípio do “livre exame da Bíblia”, cada cristão é tido como apto a interpretar a Palavra de Deus segundo lhe pareça;

2) o retorno à literatura Patrística ou dos oito primeiros séculos da Igreja, evidenciando o modo de entender a fé professado pelos antigos cristãos;

3) a definição do cânon da Bíblia, que não é deduzida da própria Bíblia, mas sim da Tradição oral, que é anterior à Bíblia e a identifica ou abona, indicando o respectivo catálogo.

O artigo é de autoria de Elizabeth Althau, tem por título “Protestant Pastors on the Road to Rome” (pp. 2-13).

FONTE: BLOG - GRUPO RENSASCER

Nenhum comentário:

Postar um comentário

REFLEXÃO

“Sentimos raiva principalmente contra aqueles aos quais pensamos que propositadamente nos prejudicaram” Santo Tomás de Aquino

Faça Sua Pesquisa Aqui

Pesquisa personalizada
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

CF 2010: Economia e vida

HINO DA CF - 2010