BÍBLIA CATÓLICA ONLINE

quinta-feira, abril 01, 2010

"Católicos Pelo Direito de Decidir" Era só o que faltava.

Indicado pelo meu irmão de comunidade Cadu, vai aqui um video (Assista o video)  para aprofundarmos e também desmascararmos esta tal ONG CDD (Católicas pelo direito de decidir) totalmente fora da doutrina Católica. Cuidado, se você ver algumas dessas senhoras na fila da comunhão diga ao padre, pois, são propagadoras e defensoras do aborto, o que constitui pelo Código de Direito Canônico falta gravíssima punida de excomunhão automática.
Mais uma vez as intituladas “católicas pelo direito de decidir” vem fazendo o seu barulhinho. Desta vez, segundo o jornal “O Estado de São Paulo” pag. A22 edição quarta (26), a tal ONG encomendou uma pesquisa sobre o acordo entre Brasil e Vaticano e, segundo o jornal, 75% dos católicos repudiam o acordo entre a Santa Sé e o Brasil.


Em primeiro lugar alguém poderia me dizer o que tem de Católica esta ONG? E a segunda pergunta é: será que os “católicos” - que segundo o jornal “discordam ou pelo menos tem restrições” ao acordo – leram e sabem o que significa tal acordo? Bom, pela resposta que deram à pesquisa certamente não sabem o mínimo do que se trata.
É muito fácil pesquisas com “católicos”, você sai às ruas, pega lá algumas pessoas que só vão na igreja em missa de sétimo dia ou na sexta feira santa (e olhe lá). Aquelas mesmas que dão o dízimo de seu tempo para a mídia ou passam horas prestando o seu culto às novelas e programas tendenciosos e de baixíssima qualidade moral, educacional e intelectual. Sabe como você faz para entrevistar os “católicos” ? Vai desde as principais ruas e avenidas do país até o supermercado ou ao próximo botequim da esquina. Lá você faz a seguinte pergunta: “O que o Sr. ou a Sra. acha do sexo antes do casamento, da camisinha, da pílula do dia seguinte, do aborto, ou do acordo entre o Vaticano e o Brasil?” Certamente você terá a resposta de um “verdadeiro católico” - para não dizer mesmo outra coisa.

Assim como as “católicas pelo direito de …”, tenho certeza de que 99% dos “católicos” entrevistados nesta pesquisa nem se quer sabem do que se trata tal acordo. Pela entrevista que a Sra. Maria José Rosado, coordenadora do tal movimento, deu ao jornal, tenho certeza que tal movimento não sabe nada sobre a interpretação da Constituição assim como coisa alguma sobre Catolicismo. Olha só o que disse a coordenadora: “É um acordo totalmente inadequado e absolutamente na contramão do processo histórico. A cultura brasileira é de enorme tolerância religiosa. Dar privilégio a uma única religião vai contra a Constituição” Mas… meu Deus do céu, em que o acordo fere a constituição, alguém poderia me falar? Ahh sim, vão dizer “ o Estado é laico” mas… é justamente porque o estado é laico que o acordo está para ser aprovado. Este acordo visa entre outros proteger o patrimônio cultural e histórico do catolicismo aqui construído desde o descobrimento deste país, e, entre este legado Católico está a educação, não só da religião em si mas da pessoa humana, assim como igrejas (muitas delas tombada como patrimônio histórico cultural), obras de arte, colégios, etc. Agora que tipo de processo histórico a sra. Maria José se refere ao dizer que o acordo vai de “contramão”? Os Católicos de verdade devem refletir sobre este pensamento…

O acordo não dá privilégio coisa nenhuma a Igreja Católica, ele preserva aquilo que a Igreja construiu na cultura deste país e que, diga-se de passagem, existe uma minoria ideológica muito bem articulada e interligada querendo derrubar este patrimônio. Qual é a intensão desta minoria? Os Católicos de verdade devem refletir sobre este pensamento…

O jornal desta quarta feira (26) também cita o repudio do Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos do Brasil (Cimeb) do qual tem represente o pastor Silas Malafaia dizendo que “Um estado teocrático não pode fazer acordo com um estado Democrático”. Francamente pastor, com todo o respeito que tenho ao sr., a diferença entre católicos e evangélicos – neste aspecto – está exatamente em que a religião Católica é um Estado e não uma denominação. Vamos fazer o que? Abolir o tratado de Latrão?

Como disse dom Orani Tempesta “a Igreja Católica é um Estado e, como tal, pode assinar um acordo bilateral com o governo brasileiro, o que não acontece com outras religiões”, é claro por não se tratar de um Estado, é muito simples!

Agora o que é tão claro como o acordo é a ignorância dos entrevistados ou a tendência anti-católica de pesquisas e reportagens. Quer um exemplo? Quando o Ministério Público Federal entrou com uma petição para a retirada dos símbolos religiosos das repartições publicas no estado de SP, uma enxurrada de sites e noticiários deram a notícia em primeira mão. Quando alguns dias depois a juíza Maria Lúcia Lencastre Ursaia, da 3ª Vara Cível Federal de São Paulo, negou o pedido para retirar todos os símbolos, pouquíssimas redes de informações deram o encerramento do caso. Por que será? Os verdadeiros Católicos devem refletir…

Como disse o colunista da veja Reinaldo Azavedo “há ateus que são ateus só contra os católicos” (leia o artigo, muito bom) e eu acrescento: há protestantes que são protestantes somente para combater os católicos, há ONGS que são ONGS somente contra os católicos, e, acredite, há “CATÓLICOS” QUE SÓ SÃO CATÓLICOS PARA DIFAMAR OS CATÓLICOS. Os verdadeiros Católicos devem refletir sobre isso…

Daniel Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

REFLEXÃO

“Sentimos raiva principalmente contra aqueles aos quais pensamos que propositadamente nos prejudicaram” Santo Tomás de Aquino

Faça Sua Pesquisa Aqui

Pesquisa personalizada
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

CF 2010: Economia e vida

HINO DA CF - 2010