BÍBLIA CATÓLICA ONLINE

sexta-feira, julho 02, 2010

Latinos NÃO querem revisão da lei do aborto






Apesar do posicionamento contrário, a maioria dos entrevistados está de acordo com uma revisão das leis a respeito do aborto.” – EFE sobre pesquisa que diz justamente o contrário.




Chocou-me ver a agência EFE divulgar que a pesquisa da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais, sobre o aborto na América Latina, revela que a maioria dos latinos é contrário ao aborto MAS é favorável a revisão na lei punitiva.



Ora, isso não é verdade! Essa pesquisa aí foi divulgada no Life Site News, mês passado. Eu achei tão interessante que me dei ao trabalho de fazer uma pequisa DEMORADA para obter mais informações sobre o assunto e comprovar que realmente a informação era exata: a de que os latinos apoiavam as leis punitivas para aqueles que praticassem o crime do aborto.



Só me dei ao trabalho porque a pesquisa da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais não havia recebido uma única nota nos veículos de comunicação brasileiros. O que achei esquisitíssimo visto que ela foi divulgada no mesmo período em que a antropóloga canibal (a abortista inominável daquela universidade… sim, eu tenho medo! risos) entupiu os jornais com evidências de que o aborto é uma realidade no Brasil e que 5 ou 7 (sei lá qual foi a mentira!) em cada 10 brasileiras já tinham abortado, blá blá blá, aquele trabalhinho sujo de desinformação que os abortistas vez por outra publicam para justificar a grana que a McArthur e Ford investem neles…



Enfim! Não era interessante contrapor a pesquisa da canibal à pesquisa de outros canibaizinhos como ela? Lógico que era! O problema é que a pesquisa dos canibaizinhos chilenos (trata-se de uma faculdade do Chile) mostrava um dado terrivelmente assustador para a antropóloga canibal tupiniquim: os brasileiros e seus irmãos latinos são favoráveis à lei punitiva no que se refere aos crimes de aborto. Ponto.



E como que vem a EFE dizer justamente o contrário? Não entendi nada. Ou os pesquisadores fizeram nova pesquisa – o que acho que não ocorreu – ou está havendo um equívoco de informação ou tradução (não li a notícia no original, li apenas a replicação no site Terra).



Enfim. Acho muita pretensão minha corrigir uma agência do porte da EFE (mentira, não acho… risos internos!), mas é porque eu li em diversos sites (Life Site News , na Fundação Canadense para as Américas, no Manos a la Vida, no site Redlamyc, e no ACI Prensa) , inclusive em textos dos pesquisadores, que a tal pesquisa sobre aborto na américa latina mostra que os latinos NÃO querem revisão de nada na lei e ainda por cima apoiam a prisão por crime de aborto. Olha aqui o post que fiz na época: 67,3% apoia prisão por aborto.



Pode ser que, pra dar uma disfarçada no prejuízo dos abortistas, a EFE tenha classificado de “querem revisar a lei do aborto” o desejo de plebiscito por parte dos latinos para resolver a guerra cultural sobre a questão. Mas, ora… Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Querer um plebiscito não significa querer alterar a lei para legalizar o aborto! De fato a pesquisa registra que os latinos são favoráveis a um plebiscito sobre a questão. Mas como poderíamos compreender que com esse plebiscito a maioria da população latina quer legalizar o aborto se a mesma pesquisa diz que os latinos, em sua maioria, são favoráveis às penas por crime de aborto?!

Quanta confusão para defender o indefensável!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

REFLEXÃO

“Sentimos raiva principalmente contra aqueles aos quais pensamos que propositadamente nos prejudicaram” Santo Tomás de Aquino

Faça Sua Pesquisa Aqui

Pesquisa personalizada
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

CF 2010: Economia e vida

HINO DA CF - 2010